O Yoga e os 4 elementos da Astrologia

O Yoga usa técnicas para conectar o físico com o sutil (corpo, mente e espírito) através da concentração, respiração, controle, mantras, disciplina e posturas. No yoga são estudados os elementos como forma de descobrir a predominância dos “Doshas Ayurvédicos” de cada ser. Ao ativar certos elementos através do ásanas podemos equilibrar ou despertar qualidades peculiares a eles, tanto físicas quanto psicoemocionais, assim como na astrologia.



Os elementos utilizados pelo yoga são basicamente os mesmos da astrologia, incorporando o espaço, que no caso da astrologia, é ela em si mesma, o cosmo é o próprio espaço. Então temos no yoga, assim como na astrologia, a identificação dos seguintes elementos:


Terra: solidez, peso, densidade, imobilidade, firmeza, fundação, sustentação, gravidade (conexão com o solo e a presença corporal). Asanas de enraizamento e estabilidade. Relaciona com o sentido do Olfato.


Água: Fluidez, flexibilidade, adaptabilidade, mobilidade, hidratação, frescor (conexão com os ciclos e ritmos da natureza). Asanas de centramento, fluidez, flexibilidade e adaptabilidade. Relacionado ao sentido do paladar.


Fogo: energia, luminosidade, calor, poder, transformação, metabolismo, combustão (conexão com a fonte de energia da vida, o sol). Asanas de vitalidade e energia. Relacionado ao sentido da visão.


Ar: movimento, leveza, troca, difusão, mudança (conexão com a respiração e os movimentos de troca ao longo da vida. Asanas de leveza e graciosidade.


Espaço: seria o próprio cosmo, a galáxia por completo, vastidão, liberdade, expansão, disponibilidade, conectividade (o retentor de todos os outros elementos, os limites do corpo físico). Experimentado em asanas como expansão das fronteiras e integração dos aspectos sutis e simbólicos das posturas. Relacionado ao sentido da audição.


Dessa forma, conhecendo os elementos predominantes do seu mapa astral, fica mais fácil e, talvez até lógico, descobrir a predominância do Doshas Ayurvedicos de cada ser. Seriam eles:


Vata (ar e espaço): movimento a nível físico e sutil. Quem tem Vata dominante tem as características de quem é ar na astrologia, em equilíbrio é criativo, leve, sutil e cheio de novas ideias. Em desequilíbrio, pode deixar a pele seca, friorento, poder digestivo fraco, tendência hiperatividade, ansiedade, instabilidade emocional e medo excessivo.


Pitta (fogo e água): processos de transformação em todos os níveis do ser, relacionado ao fogo na astrologia. Pitta dominante costumam ser calorosas e sociáveis, expressivas, organizadas, determinadas e com poder de liderança. Em desequilíbrio pode gerar impaciência, hostilidade, julgamentos críticos excessivos, contribuindo para hipertensão e doenças cardíacas.


Kapha (terra e água): relacionado a terra na astrologia, responsável pela estrutura física do corpo. Khapha dominante movem-se mais lenta e cuidadosamente, natureza suave e doce, mente estável e boa memória a longo prazo, ponderados e focados quando em equilíbrio. Em desequilíbrio tendem a letargia, procrastinação, apego e depressão, retenção de líquidos e problemas respiratórios.


Quando falamos em dosha predominante seria a mesma coisa que elemento predominante no mapa astral, possuímos todos, mas um sempre sobressai ao outro, então entra novamente a importância do autoconhecimento para descobrir qual você é.


Mariana Geiger


Como instrutora de Yoga e estudante de astrologia, escrevi minha experiência estudando um pouco cada conhecimento desses e relacionando-os, também por perceber nos mapas de pessoas que convivo, alunos e família, que normalmente o elemento em excesso no mapa astral coincide com a predominância do dosha, então trabalhamos com mais foco nesses, e quando há falta de algum elemento também, percebo nos desequilíbrios. O que importa é que sempre existe uma solução para tudo nessa vida, para toda ação uma reação, para todo karma um dharma, e assim seguimos nessa incrível e maravilhosa jornada chamada vida na Terra.


Tanto o Yoga como a Astrologia são ferramentas de autoconhecimento incríveis, que conectam o externo com o interno, e o uno com o todo. Ambos nos fazem perceber que existe muita energia sutil que dá uma razão de Ser de cada um, e que cada um de nós vem com seu brilho e sua sombra, seu desafio e seu talento. Essa energia vital se dá através da nossa respiração (pelo Yoga), e no momento do nosso primeiro sopro de vida na Terra nos conectamos com o Cosmo (pela astrologia), a ligação do nosso Eu Físico e limitado na Terra com nosso Eu Maior, Supremo e ilimitado do Céu. O momento de conexão entre Você e o Todo pode ter chegado, e estou aqui para incentivar essa busca com muito amor e yoga.


Sou Mariana Geiger, Sol, Lua e Vênus em Leão e ascendente Capricórnio. Formada em Direito, pós graduada em Direito Imobiliário, Corretora de Imóveis por profissão e Instrutora de Yoga por amor (à mim e ao próximo), buscadora incansável de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal. Acredito que estamos vivendo um momento muito transformador na Terra, de iluminação mental/espiritual, e só unindo todos em prol de algo maior é que podemos realmente alcançar a felicidade genuína do nosso Ser. Meu objetivo é fazer com que as pessoas despertem para um amor maior, primeiramente por si mesmo, e assim se estenderá para o Todo.


Para saber mais sobre meu trabalho pode me seguir no IG pessoal @mari_geiger e/ou @floripa_premium ou no (48) 99633.8389


Namastê _/\_


Fontes: Guippy – Guia Prático de Posturas de Yoga (Joseph e Lilian Le Page)

268 visualizações

Karoline L. Fendel

Campeche, Florianópolis

CPF 05228210903

48 99934 8409

Entregas realizadas em até 30 dias

  • Facebook ícone social
  • Karoline Fendel